Horário de funcionamento: Segunda à Sexta - 08h às 12h e das 14h às 18h.
Acessibilidade
Ouvidoria

Pedro Coelho participa de lançamento do primeiro pedido de patente do IFPR - Campus avançado Goioerê

Pedro Coelho participa de lançamento do primeiro pedido de patente do IFPR - Campus avançado Goioerê


Publicado em: 11/10/2017 12:20 | Fonte/Agência: ASC/PG | Autor: ASC/PG

 

   O prefeito Pedro Coelho, acompanhado do vice Ernani Leite e do secretário de educação José Torres estiveram presente na tarde desta terça-feira, dia 10 no Campus Avançado do IFPR de Goioerê.

O motivo da visita se deva ao fato do lançamento e entrega do Certificado de Pedido de Patente, ao Campus e aos inventores: Charles Tim Batista Garrocho, Jessé Pires Barbato Rocha, e José Eduardo de Souza.

O prefeito Pedro Coelho parabenizou todo o Campus do IFPR, bem como os inventores do projeto e ficou contente com o fato de que estudantes goioerenses desenvolveram um produto tecnológico que num futuro bem próximo pode virar uma rica fonte de renda e de empregos.

O evento contou ainda com a participação do Reitor Pro Tempore do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Paraná, Odacir Zanatta, do Pró-Reitor de Ensino, Amarildo Magalhães, do Diretor de Inovação Cleber Fernando Serafim, do Chefe de Gabinete, Marcos Paulo Rosa, do Diretor do Campus Avançado Goioerê, Carlos Henrique Furtado, do Diretor do Campus Umuarama, Alan Rodrigo Padilha, e demais autoridades de Goioerê e região.

A INVENÇÃO: refere-se a um método de monitoramento para ativação de comunicação D2D em uma eventual falha ou inoperância da rede de comunicação de acesso a Internet, visando sua aplicação em descarregamento de tráfego celular e comunicações em situações de emergência, destinada principalmente de modelo para o desenvolvimento de aplicações D2D que necessitem da troca de conteúdos entre dispositivos móveis em eventual falha ou inoperância da Internet ou que não haja a interação do usuário com os dispositivos.

Mais particularmente, a presente invenção refere-se a um método de monitoramento para ativação de comunicação D2D, caracterizado por utilizar a rede local WiFi para comunicação entre os dispositivos móveis em eventual falha ou inoperância da Internet, e caso não haja rede local WiFi, utilizar o modo de tethering de dispositivos móveis, permitindo que dispositivos móveis tornem-se pontos de acesso IEEE 802.11 WLAN.

E oferecer rede para outros dispositivos, de forma automatizada, efetuando transições entre o modo tethering e o modo de pesquisa de redes, com o objetivo de formar a rede de comunicação D2D e promover a troca de conteúdos sem a necessidade de pareamento entre os dispositivos ou autorização do usuário com o dispositivo.

"O futuro é agora. O presente é você."